Histórico

Fundada em setembro de 1939, há mais de 77 anos, a Sociedade Hípica Porto Alegrense é fruto da união de um grupo de amigos que, movidos pela paixão ao esporte hípico e pelo amor ao cavalo, deixaram o Country Club em busca de um espaço próprio, transferindo seus sócios praticantes para uma estrebaria, onde hoje se situa a sede da SHPA, na Avenida Juca Batista, 4931, na zona sul de Porto Alegre.

No início, o sonho comum serviu de alavanca para que os próprios sócios se mobilizassem. Por iniciativa do Cel. Derck Castro Chagastelles e do Cel. Muller, o terreno foi comprado e os primeiros títulos passaram a ser vendidos. Hoje, confirmando a tradição deste clube, o título de número “01” segue em família, estando em propriedade de sua filha, Grace Mara Chagastelles.

Antes, a SHPA existia sem sede própria, porém, já exercia o papel de coordenar os concursos hípicos realizados entre cavaleiros do Exército, da Brigada Militar e civis.

Naquela época, existia apenas uma pista de grama, mas o entusiasmo e a dedicação fizeram com que, aos poucos, novas benfeitorias surgissem. Eram os sócios que cuidavam pessoalmente dos pequenos detalhes, inclusive, pintando obstáculos e plantando árvores.

Nos anos de 1962 e 1963 surgiu, quando Presidente o Sr. Oswaldo de Lia Pires, o segundo campo de Pólo.

Hoje, sete décadas depois, o clube conta com uma estrutura infinitamente maior, todavia, o ambiente familiar e acolhedor, transmitido de geração em geração, jamais foi perdido.

Em 1969, visando divulgar e aprimorar o hipismo no Rio Grande do Sul, foi criado, pelo Sr. Jorge Gerdau Johannpeter, o Concurso Hípico Internacional Cidade de Porto Alegre, hoje chamado The Best Jump. Esta parceria Sociedade Hípica Porto Alegrense / The Best Jump já dura 45 anos e, juntos, tornaram-se referência internacional de qualidade e tradição no esporte.

Ao longo de sua história, a SHPA sempre primou pelo bem-estar de seus animais, pela satisfação de seus associados, apoio à comunidade, contato com a natureza, pela qualidade técnica de seus cavaleiros e tudo o que for necessário para fazer destes, verdadeiros campeões.

Nesta casa, nasceram cavaleiros e cavalos que marcaram o hipismo nacional. Difícil citá-los, pois são inúmeros, mas vale destacar o cavaleiro André Bier Johannpeter, 8º lugar por equipes nas Olimpíadas de Seul (1988) com o animal Heartbreacker; bronze por equipes nas Olimpíadas de Atlanta (1996), montando Calei Joter; bronze por equipes e 4º colocado individual nas Olimpíadas de Sydney (2000), também com o fenomenal Calei, além dos vários títulos em Campeonatos Mundiais e Pan-Americanos.

Deste clube também saiu a amazona Olímpica Cristina Harbich, 8º lugar por equipes nos Jogos de Seus (1988), com seu cavalo Societé – animal homenageado no Deck da SHPA.

Seguindo o mesmo caminho dos cavaleiros olímpicos, a jovem amazona Karina Johannpeter vem conquistando vitórias, em destaque, a classificação para o Mundial de 2010, a participação, como reserva, na equipe brasileira nos Jogos Pan-Americanos de 2007 e a conquista da medalha de bronze no Pan de 2003.

Hoje, o sonho virou realidade, e o que começou com um pequeno grupo de amantes do cavalo, transformou-se na maior e melhor hípica do sul do país.

Sociedade Hípica Porto Alegrense, amor e dedicação aos cavalos desde 1939.